Qual é a importância do ômega-3 na gestação
  • Post author:
  • Post category:Gestantes
  • Post last modified:7 de dezembro de 2020

O ômega-3 na gestação é um elemento muito importante.

Recomenda-se que esteja presente tanto em termos de alimentação quanto de suplementação.

Isso porque esse suplemento é uma substância essencial para a formação e expansão do tecido neuronal e do desenvolvimento da visão. Ou seja, o desenvolvimento das atividades cerebrais, cognitivas e mentais.

O ômega 3 é uma gordura poli-insaturada de boa qualidade e essencial em todas as fases da vida, especialmente na gestação.

A seguir, conheça alguns dos principais benefícios desse nutriente para a gestante e seu bebê.

Equilíbrio alimentar

O ômega 3, infelizmente, é consumido abaixo das taxas ideais pela maior parte da população.

A gestação é o período em que a gestante precisa de um aporte maior de nutrientes, a fim de satisfazer as necessidades suas e do bebê.

E o pior: mesmo quando ingerimos o ômega-3, temos ingerido uma quantidade muito mais alta de ômega-6.

A própria Organização Mundial da Saúde – OMS recomenda que a proporção de consumo de ômega-3 e ômega-6 seja de 5 ômega-6 para cada 1 ômega-3.

Atualmente, a estimativa é que o consumo médio seja de 20:1 em vez desse 5:1. Isso se deve principalmente porque o ômega-6 é encontrado abundantemente em nossa alimentação, enquanto o ômega-3 não.

O ômega-6 está nos alimentos fritos, óleos vegetais e condimentos como molhos para saladas, os quais consumimos com frequência.

Enquanto isso, o ômega-3 encontra-se principalmente nos peixes de águas doces e profundas e sementes de linhaça, chia e nas nozes. Como esses alimentos não fazem parte do nosso dia a dia, é comum que seja recomendada a suplementação.

O desequilíbrio entre ômega-3 e ômega-6 gera uma resposta inflamatória no organismo. Assim, mãe e filho podem sofrer com a deficiência desse nutriente.

Benefícios comprovados do ômega-3 

Um estudo publicado que traz os benefícios do consumo de ômega 3 na gestação aponta que alguns dos benefícios do ômega-3 são:

Prevenção da asma.

É indicado para mães que são portadoras dessa alergia. Estudos apontam que esse suplemento, quando usado na gestação, reduz em 31% as chances do bebê desenvolver essa doença inflamatória respiratória.

Aumenta a inteligência do bebê

Desenvolve com mais eficácia o tecido neuronal durante a gestação. Afinal, esse ácido graxo é essencial para a formação do cérebro a partir do segundo trimestre da gravidez e também pelos próximos anos.

Diminui o risco de depressão pós-parto

Como os bebês necessitam do Ômega-3 para seu desenvolvimento gestacional, as mães necessitam doar essa substância (que não é produzida pelo corpo) para o filho. Sua carência no pós-parto pode desencadear a depressão.

Converse com seu nutricionista

De acordo com o consenso da Associação Brasileira de Nutrologia (2014), além de uma dieta equilibrada, a suplementação de ômega 3 (especialmente o DHA), é recomendada para TODAS as gestantes brasileiras (e mulheres que amamentam também). ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

No entanto, é preciso que o suplemento seja isento de metais pesados para melhor saúde de mãe e bebê!

Consulte seu nutricionista materno-infantil para adquirir mais informações sobre como você pode suplementar o Ômega-3.

Espero que este artigo tenha esclarecido a importância do ômega-3 na gestação.