Por que existem alimentos que a gestante não deve consumir?
  • Post author:
  • Post category:Gestantes
  • Post last modified:20 de janeiro de 2021

A maior parte das pessoas já ouviu que existem alimentos que a gestante não pode consumir.

No entanto, é também comum notar que muitas gestantes são educadas para “satisfazer os desejos” ao longo da gestação, o que significa ingerir aquilo que sente vontade sem pensar em nenhuma consequência.

A realidade é que, na teoria, o bem-estar e a saúde do seu bebê deveria estar em primeiro lugar. Por isso, resolvi falar sobre as razões pelas quais esses itens devem passar longe do prato da gestante.

Sabemos que todas as pessoas devem comer saudável. Mas, o que deixar de comer para ser saudável? Quais as implicações disso para a saúde?

Bebida alcoólica

Muito se fala sobre os níveis seguros de álcool na gestação. É fácil responder a essa dúvida. A dose segura é zero. Nenhuma taça de vinho, espumante ou qualquer bebida alcoólica deve ser ingerida durante a gestação.

A literatura científica mundial é muito enfática em mostrar que o corpo do bebê recebe esse álcool pela placenta. Com o agravante de que o fígado é muito imaturo e, portanto, metaboliza esse álcool de forma diferente.

Existem artigos que citam a sobrecarga para o bebê multiplicando por 8. Ou seja, se a mulher bebeu uma taça de vinho, para o bebê, é como se tivesse bebido 8.

Logo, a bebida alcoólica está no topo da lista dos alimentos que a gestante não pode consumir.

Leite não-pasteurizado

Quando o leite não é pasteurizado, esse alimento e seus derivados (queijos, nata, cremes) oferecem risco de contaminação à gestante. Aliás, todo alimento consumido pela gestante deve ser higienizado adequadamente para evitar esse mal.

O mesmo vale para carnes cruas e mal passadas. Saladas devem ser bem higienizadas com soluções, e enxaguadas. Além disso, evitar esse tipo de alimento principalmente vendido nas ruas por não saber como é o processo de higiene.

Refrigerante e alimentos ultraprocessados

Ao longo da gestação, estamos nos primeiros mil dias da criança. É o período de desenvolvimento de ouro! Logo, essas opções devem ser substituídas pela comida de verdade.

Alimentos com aditivos químicos podem comprometer o desenvolvimento da criança em todos os sentidos.

Açúcar

Aqui, não falo apenas sobre o açúcar branco e os doces mais tradicionais.

Sei que muitas gestantes consomem sucos naturais ao longo da gestação e acreditam não ter problema nenhum. A frutose, que é o açúcar das frutas concentrado nessas opções, causa picos de insulina no organismo assim como se tivesse consumido outro açúcar.

É preciso ficar de olho especialmente em casos de risco de ganho de peso elevado ou diabetes gestacional.

Esse manejo do consumo de frutas e sucos deve ser orientado pelo nutricionista materno-infantil.

Cafeína e chás estimulantes

Quando falamos em café, a maior parte dos artigos recomenda que não seja incluído na alimentação da gestante. Quando esse é um item importante, recomendo diminuir aos poucos tanto a frequência das xícaras de café quanto a concentração do café na bebida.

Vamos fazendo cada vez mais fraco, até que possa ficar sem. Afinal, a cafeína também é um estimulante cerebral que não traz benefícios ao bebê.

Falei mais sobre as bebidas permitidas e proibidas para gestantes neste artigo.

Espero que este artigo tenha esclarecido sobre quais alimentos não devem ser consumidos pela gestante.

Para saber mais, assista ao vídeo abaixo e aproveite para se inscrever em meu canal do YouTube.