Mudanças na alimentação melhoram os gases na Gravidez?

Mudanças na alimentação melhoram os gases na Gravidez?

Durante a gravidez notamos como gases podem se tornar mais comuns, muitas vezes gerando alguns constrangimentos. Mas, como eles surgem e como podemos diminuir a frequência desse evento um tanto desconfortável para a gestante?

Como ocorrem os gases na gravidez?

Durante a gestação os níveis de progesterona aumentam no corpo e como resultado todos os músculos relaxam – inclusive no aparelho digestivo.

Isso diminui a digestão, gerando no corpo um acúmulo de gases e também eructações (arrotos), inchaço e flatulência.

Inchaço

No final da gravidez é mais comum que haja inchaços, devido ao aumento do útero e dos níveis hormonais.

A cavidade uterina em constante aumento empurra o estômago e afeta a digestão. Consequentemente, a mulher se sente mais inchada, com azia, acidez ou constipação.

Com o estômago já muito sensível em decorrência da gravidez, é necessário tomar alguns cuidados com a alimentação. Sobretudo se você quiser diminuir a incidência de gases.

 

Principais alimentos que causam gases na gestação

Vou listar alguns alimentos que podem gerar gases e incômodos para as grávidas. Uma dica é você criar um caderninho de alimentação, para identificar quais são aqueles que são prejudiciais para seu corpo.

  • Legumes como couve, couve flor, feijão, cebolas, brócolis, alcachofras e aspargos contém carboidratos não absorvíveis. Ou seja, não sendo absorvidos pelo corpo, como resultado podem expelir enxofre, o que causa mau cheiro nos gases;

 

  • Carboidratos não absorvíveis também estão presentes em frutas como maçãs, manga, passas, ameixas, cerejas, melancia e pêssegos

 

  • Sementes como girassol, papoula e funcho levam gases ao cólon, desenvolvendo flatulências;

 

  • Excelentes fontes de fibra como grão de bico e lentilhas em excesso de consumo podem causar gases ao estômago. Porém, para alguns corpos as fibras auxiliam na diminuição de inchaço;

 

  • Refrigerantes, vinhos e cervejas liberam dióxido de carbono, também causando flatulências. Mas nem preciso lembrar que é bom reduzir ou cessar o consumo de álcool durante a gestação, não é mesmo?

 

  • Trigo, farelo de trigo e outros alimentos com esta composição fermentam o intestino, causando gases;

Assista meu vídeo sobre Alimentação para Gestantes aqui!

Dicas de alimentação durante a gravidez

Mesmo buscando uma alimentação com alimentos de melhor digestão, você pode também diminuir a rotina de grandes refeições. Busque se alimentar por mais vezes, em pequenas refeições ao longo do dia.

A mastigação deve ser lenta e demorada, para triturar melhor os alimentos. Além disso, diminuir a fala durante a refeição confere mais concentração para esse momento.

Corte alimentos fritos, que diminuem o processo de digestão. Bebidas que contenham gás carbônico também não são muito indicadas.

Um carinho para aliviar o estômago: chá de erva cidreira

Devido às ações calmantes e especialmente anti-espasmódicas, o chazinho tem como resultado a alívio de dores e desconfortos.

Para fazer o chá, basta colocar 2 colheres de folhas de erva-cidreira em uma xícara fervente, deixar repousar por, aproximadamente, 10 minutos, coar e beber até 3 xícaras do chá por dia.

Lembre que observar seu corpo é o melhor meio de saber o que realmente faz bem ou mal para você.

Analise minhas dicas e também observe as reações que você terá com cada alimento.

Espero ter ajudado e estou disponível para qualquer dúvida enquanto você está neste momento especial que é a gestação!

Conheça aqui o meu Guia Completo de Amamentação

Com amor,

Andreia Friques

 

Fechar Menu