O bebê parou de comer, e agora? Entenda o que acontece

O bebê parou de comer, e agora? Entenda o que acontece

A fase de introdução alimentar, repleta de descobertas, traz consigo diversas alegrias e frustrações. É lindo ver o bebê conhecer novos sabores e texturas, porém, nem sempre ele aceita tudo tão bem como gostaríamos.

É comum que durante o início o bebê traga mais alegrias que angústias para a família nessa questão. Porém, pode ser que em algum momento você constate que o bebê parou de comer.

Aí, você pode se perguntar o que está errado, o que precisa mudar e até se o desmame é o melhor caminho para que ele continue a comer bem na introdução alimentar.

Antes de levantar qualquer dessas hipóteses, vou explicar as possíveis causas absolutamente normais pelas quais o bebê parou de comer.

Leia também: Como preparar o pratinho do bebê?

Parou de comer ou diminuiu a porção?

Se você notou que seu bebê aceitou muito bem os alimentos durante a introdução alimentar, saiba que existe uma razão para isso. O primeiro ano de vida é a única vez em toda a existência onde o ser humano multiplica tantas vezes seu peso e tamanho.

É pela necessidade de tantas calorias que seu bebê mama tanto quando é recém-nascido e, depois, a partir do sexto mês, aceita tão bem os alimentos.

Se eu tiver que adivinhar em que fase seu bebê parou de comer, vou dizer que é logo depois do primeiro aniversário e provavelmente vou acertar. Essa é uma queixa frequente entre mães de bebês que acabaram de fazer um ano de idade.

Isso porque agora ele não tem mais essa necessidade tão alta de calorias. Seu bebê não precisa ganhar tanto peso em poucos meses. O corpo é sábio e, assim, com menor necessidade de calorias, o apetite também é menor.

É responsabilidade dos pais manter a qualidade dos alimentos oferecidos, sem jamais substituir os alimentos de qualidade por aqueles ricos em açúcares e gorduras.

É preciso parar a amamentação

Definitivamente, não. A amamentação deve durar o quanto tempo mãe e filho sentirem-se confortáveis e for viável para ambos. Tirar o bebê do leite materno não vai fazer que ele coma mais.

A recomendação da Organização Mundial da Saúde – OMS é de que o leite materno seja o alimento exclusivo da criança até o sexto mês de vida e complementar até completar 2 anos de idade.

Também não recomendo que você bata os alimentos em papinha ou caldo. Se não é interessante oferecer a comida dessa forma nem durante a introdução alimentar, a partir de um ano de idade é que não vai funcionar.

Afinal, o bebê já conta com dentes e força necessária para mastigar, além de conhecer bem os sabores e texturas. A partir de 1 ano, ele passa a se alimentar da comida da família. Portanto, muita atenção ao que vai para a mesa. Bons exemplos valem mais do que ordens.

Se o seu bebê parou de comer mas você não se identificou com esse texto, recomendo que procure um nutricionista materno infantil. Somente um profissional pode identificar se a diminuição da quantidade alimentar é normal ou não.

Espero ter esclarecido as suas dúvidas.

Com amor.

Andreia Friques.

Fechar Menu