Alimentação de volta às aulas: como ficar saudável?

Alimentação de volta às aulas: como ficar saudável?

A alimentação de volta às aulas é um assunto que deixa muitos pais de cabelo em pé. Após um período em casa, a rotina escolar retorna e mexe também com o cotidiano de toda a família.

Agora, é preciso arrumar os pequenos, levar para a escola, buscar na escola, conferir tarefas e…. preparar o lanche. Você ainda envia bolachas, leite achocolatado e outros itens industrializados? Acredita ser difícil manter a alimentação de volta às aulas saudável?

Então, hoje minha conversa com você será especial.

A importância do lanche escolar

200 recreios por ano. Este é o mínimo de vezes que o seu filho vai lanchar na escola – vide que a lei prevê 200 dias letivos anuais. Em 15 anos, serão 3 mil refeições!

Apesar disso, ainda há quem trate o lanche escolar como uma ocasião onde as guloseimas açucaradas tenham passe livre sem problemas.

O lanche escolar é tão importante para a saúde e o rendimento escolar do seu filho quanto todas as outras refeições. Inclusive, eu diria que é uma das mais importantes.

Digo isso porque o aprendizado, a memória, a energia e o raciocínio necessários para os estudos dependem da boa nutrição. Uma criança que tem contato diário com o açúcar, além de contar com altas chances de desenvolver problemas de saúde em longo prazo, tende a render menos nos estudos.

Hiperglicemia, hipoglicemia, sono, falta de energia, disbiose intestinal e muitos outros problemas pontuais que atrapalham a concentração na escola são algumas das consequências de manter o açúcar no cotidiano da criança.

Por isso, deixe que ele tenha contato com os doces e guloseimas apenas nas festinhas e em datas especiais.

Dicas para alimentação saudável de volta às aulas

Se você deseja que o seu filho se alimente melhor durante este ano letivo, mas não sabe como, vou dar algumas dicas.

  • Troque os cereais refinados pelos cereais integrais em pães e tortinhas;
  • Sempre que possível, envie itens recheados com frutas, verduras e proteínas como frango;
  • Fuja das opções diet e light. Elas não são sinônimo de alimento saudável muito menos são indicadas para crianças;
  • Envie frutas picadas em um potinho;
  • Substitua o açúcar branco do preparo pelos açúcares escuros, como o mascavo, sempre na mínima quantidade possível.

Se você deseja afirmar seu compromisso com a alimentação saudável de volta às aulas, convido a conhecer o Curso Lancheira Saudável.

Coloco à sua disposição minha experiência como nutricionista materno-infantil e mãe de duas crianças em idade escolar. Além de explicar em detalhes como deve ser a alimentação infantil, disponibilizo receitas para você preparar lanches escolares e lista de compras com itens indispensáveis.

Você vai aprender desde os melhores ingredientes até a embalagem correta para enviar o lanche do seu filho e garantir que ele tenha boa saúde e o rendimento escolar adequado.

Conheça agora o Curso Lancheira Saudável.

Espero que este artigo ajude você a entender a importância da boa alimentação de volta às aulas.

Com amor.

Andreia Friques.

Fechar Menu