Como avaliar a mulher que pretende engravidar?

Avaliar a mulher que pretende engravidar é fundamental para garantir a saúde dela própria e também de seu filho.

Cada vez mais, o nutricionista materno-infantil é procurado para fazer essa avaliação.

Essa é uma oportunidade valiosa de garantir que ela inicie a gestação já com os níveis de nutrientes em dia.

Como nutricionista materno-infantil, eu mesma descobri que quanto antes cuidamos dessa mulher que deseja engravidar, melhor para a saúde da criança.

Por isso, além de ser uma oportunidade a mais de gerar saúde à família, também valoriza o seu trabalho como nutricionista.

Continue até o final do artigo para entender como avaliar a mulher que pretende engravidar.

Avaliando o estado da gestante

Na nutrição, temos alguns parâmetros que consideramos ideais ou mais adequados para realizar essa avaliação.

Para analisar o estado nutricional, devemos observar, entre outros, os seguintes pontos:

Equilíbrio de minerais e vitaminas corporais:

Isso é muito importante no preparo do corpo. Não basta ter apenas uma vitamina em alta quando todos os outros elementos estão em baixa.

Quando entendemos que, durante a gestação, a mulher tem uma tendência à anemia, sabemos que é preciso garantir que tenha uma reserva de ferro logo no período pré-gestacional.

Garantir esses nutrientes facilita o trabalho de manter o equilíbrio do organismo ao longo da gravidez.

Índice de Massa Corporal – IMC

O índice de massa corporal ideal deve estar entre 18,5 a 24,9 Kg/m². Porém, não é o ideal avaliar esse número sozinho, mas sim, dentro de um contexto. Por exemplo, pode ser que essa mulher seja atleta e conte com uma massa muscular volumosa e baixa gordura.

Percentual de gordura corporal

As referências indicam de 18% a 28% níveis adequados de gordura corporal como adequados para engravidar. Esse é o mesmo número para toda a população que é considerado saudável.

Também a circunferência da cintura mais recomendada é de até 88 centímetros.

A importância do equilíbrio

Recebo, também, em meu consultório, mulheres e homens com alta preocupação relacionada ao excesso de peso. Considero bastante positivo, afinal, manter o peso saudável tem a sua importância.

Muitas mulheres contam com essa preocupação de retornar ao peso e aos contornos de antes da gestação o quanto antes, assim que passam pelo parto.

Também por isso planejam bastante esse período, além da saúde do bebê.

Porém, quando a mulher conta com IMC muito baixo e pouca concentração de gordura no organismo, isso também ocasiona em prejuízos para a saúde.

A avaliação destes itens é fundamental, lembrando que nenhum deles pode ser analisado sozinho, afinal, o corpo precisa ser visto como um todo.

Desta forma, o nutricionista materno infantil tem fundamental importância na preparação pré-gestacional, afinal, o estado nutricional da mulher no momento da concepção tem um grande impacto na gestação, inclusive, refletindo profundamente na saúde do bebê.

Espero que este post esclareça as dúvidas sobre como avaliar a mulher que pretende engravidar.

Uma aula gratuita sobre exames laboratoriais

Entendo compreender os exames laboratoriais da mulher que pretende engravidar é importante, mas também, desafiador.

Por isso, eu e meu colega Alexandre Aguiar preparamos uma aula exclusiva sobre interpretação de exames laboratoriais.

Para assistir, basta clicar no botão abaixo: