Alimentação complementar para bebês prematuros: quando começar?

Alimentação complementar para bebês prematuros: quando começar?

Você sabe como funciona a alimentação complementar para bebês prematuros?

Para um bebê que nasceu no tempo esperado – entre 37 e 40 semanas – é comum que os alimentos sejam apresentados a partir do sexto mês de vida.

Mas, como fica essa conta quando tratamos de bebês prematuros?

Será que a introdução alimentar deve ser feita a partir do sexto mês de vida ou a partir de quando ele completaria caso tivesse nascido no tempo normal?

Não existe uma resposta definitiva. Por isso, hoje vou explicar como proceder diantes da alimentação complementar para bebês prematuros.

Idade cronológica X Idade corrigida

Se você é mãe ou pai de prematuro, já deve ter ouvido falar nesses termos. A idade cronológica vale a partir do dia do nascimento. A idade corrigida é aquela calculada pelo médico ou nutricionista materno-infantil de acordo com o tempo que esse bebê deveria nascer.

Quanto mais prematuro o bebê, maior o tempo que ele pode demorar para acompanhar os bebês que estão com a mesma idade cronológica. Ou seja, um prematuro que nasceu de 35 semanas tem mais chances de alcançar o desenvolvimento normal da sua idade cronológica em relação a um prematuro de 28 semanas.

Quando falamos de um prematuro extremo, nascido de 28 ou 29 semanas, a idade corrigida é ainda mais forte. Seu desenvolvimento pode estar até 2 meses aquém da sua idade cronológica.

O bebê pode alcançar o sexto mês de idade cronológica com um peso e comportamento de um bebê de três ou quatro meses. Nesses casos, o melhor é adiar a introdução alimentar. Afinal, ele não está preparado para começar a conhecer os alimentos.

Leia também: Mitos sobre frutas na introdução alimentar

Fatores externos

Para calcular a idade corrigida, não é somente o tempo de gestação e nascimento que deve ser considerada.

Fatores como o tempo passado na UTI neonatal, os estímulos recebidos, se desenvolveu alguma alergia, se usou antibióticos ou ainda depende de medicamentos…

Todas são variáveis que influenciam no momento de iniciar a alimentação complementar para bebês prematuros.

A orientação geral de médicos e nutricionistas é aguardar que o bebê esteja preparado para receber a introdução alimentar. E o que isso significa? Que ele consiga fazer alguns movimentos de segurar a comida, consiga mastigar, demonstre a maturidade necessária para aprender a comer.

Mas, atenção. Nada de pensar que o seu bebê está atrasado! Todos temos desafios na vida. Olhe para seu filho como um vitorioso, afinal, o simples fato dele estar vivo significa que venceu uma batalha muito cedo.

Eu espero que este artigo ajude você a entender como funciona a alimentação complementar para prematuros.

Para saber mais, assista ao vídeo abaixo e aproveite para se inscrever em meu canal do YouTube.

Fechar Menu