A autonomia da criança e sua importância

A autonomia da criança e sua importância

Estimular a autonomia da criança é fundamental para o seu crescimento e para sua educação.

No entanto, é comum que os pais tomem para si o controle das situações, impedindo que as crianças façam escolhas ou tomem iniciativas coerentes com suas idades. Apesar desse erro ter origem em uma intenção positiva de impedir que o pequeno sofra, isso impede o desenvolvimento da autonomia da criança.

Uma pesquisa da Universidade de Montreal, realizada no Canadá, mostra que a função executiva, um dos pilares do desenvolvimento cognitivo, recebe um impacto positivo quando a autonomia é incentivada pelos pais. Isso significa que essas crianças tem mais capacidade para resolver os próprios problemas, além de apresentarem melhoras em relação a memória e pensamento analítico.

A autonomia da criança não é algo que os pais fazem uma vez só, mas sim um processo gradual que faz parte da sua educação. Por isso, é uma característica que deve ser cultivada desde os primeiros meses de vida.

Autonomia da criança: a partir de que idade?

Alguns pais podem ficar assustados se dissermos que desde os primeiros meses de vida a criança já deve ser estimulada a realizar escolhas. Porém, é bom frisar que são situações cotidianas que muitas vezes consideramos pequenas mas devido à sua frequência tem alto impacto na maneira como a criança percebe o mundo e se relaciona com o ambiente.

A partir dos 15 meses, os pais já podem estimular a autonomia da criança. Porém, é a partir dos três anos que o poder de tomar decisões e fazer escolhas no dia a dia fica mais expressivo.

Seja durante um jogo, ou mesmo ao escolher a roupa para sair ou na hora de fazer o prato no restaurante. É comum que os pais interfiram nessas decisões, mostrando o que teoricamente seria a melhor escolha.

Em vez disso, estimule seu filho a analisar o ônus e o bônus de cada uma das escolhas que faz. Dar orientações não é proibido, inclusive, é muito bem-vindo.

Garanta que ele tenha em seus dias situações em que o senso de tomada de decisões seja estimulado de forma desafiadora. Lembre-se sempre que a autonomia é ensinada todos os dias. Cada etapa deve ser supervisionada por pais ou responsáveis.

Leia também: Depressão infantil: como identificar e tratar o problema.

Importância de estimular a autonomia?

É importante enfatizar que a criança não toma nenhuma decisão por si própria, mas sim mediante as orientações que ela recebe. Você como mãe ou pai pode incentivar que seu filho seja mais independente.

Lembre-se que ele também deve lidar com as consequências das escolhas que faz, sejam boas ou ruins. Quando não forem positivas, é melhor que você explique para ele que a vida também é feita de frustrações em vez de se esforçar para amenizar.

Mesmo que ver a criança frustrada possa ser difícil para os pais, é um ponto essencial da boa educação. Assim, ela vai entender que todas as escolhas tem consequências, sempre de acordo com a sua realidade. De qualquer forma, seu filho vai ficar frustrado em algum momento da vida e quando esse dia chegar é melhor que ele esteja preparado.

Dicas para tornar seu filho mais independente

Antes de tudo, tenha conhecimento do que o seu filho consegue fazer sozinho e do que não consegue. Se ele já tem tamanho e idade para lidar com algumas situações, deixe que ele se vire como pode.

Você pode estimular a autonomia da criança com algumas medidas simples que vou sugerir:

  • Deixe que ele escolha qual roupa usar, sempre orientando a respeito do clima e da ocasião (encontro de amigos, aniversário, almoço de família, etc);
  • Deixe que ele sugira alguma opção para a sobremesa;
  • Coloque sempre algumas opções para que a criança não se sinta perdida;
  • Durante as brincadeiras, desde que não envolva nenhum risco, deixe que a criança faça suas escolhas por conta própria sem ser repreendida;
  • Se a criança se sentir frustrada devido a alguma escolha, não faça críticas a ela, mas ajude a lidar com o sentimento de frustração.

Espero que essas dicas contribuam para você estimular a autonomia do seu filho no cotidiano!

Com amor,

Andreia Friques

Fechar Menu